Portal Útil

Manter o calendário de vacinação do pet em dia é fundamental para garantir a saúde de todos os moradores da casa

Ter um animal de estimação é ótimo e muitas pessoas já se acostumaram em ter um. Tanto cães quanto gatos são responsáveis por levar alegria e amor aos lares brasileiros. Entretanto, assim como os humanos, eles também estão suscetíveis a doenças, sobretudo se eles têm o costume de entrar em contato com animais de rua ao passearem.

Dessa forma, torna-se essencial entender qual é a importância de ir ao veterinário para vacinar o seu pet. No texto abaixo, entenda melhor essa importância e outros detalhes sobre o calendário de vacinação de cães e gatos.

O que este artigo aborda:

Vacinação animal
Vacinação animal
Pin It

Importância

A vacinação de cães e gatos é importante por dois motivos principais: proteger a saúde dos pets contra doenças infecciosas e também contra os agentes circulantes dessas doenças. A partir da vacinação, é possível prevenir que o seu companheiro seja infectado com agentes das doenças que podem estar presentes em outros animais.

Assim, isso é imprescindível no caso de animais que tenham o costume de passear na rua. Com a vacinação em dia, o tutor pode estar mais tranquilo ao levar o seu companheiro para dar uma volta pelo bairro ou ao parque, por exemplo. Isso porque existem muitos animais de rua que infelizmente estão doentes e podem passar essas doenças para o seu bichinho de estimação, ao entrar em contato com ele.

Além de proteger o animal, a vacina também é uma forma de proteger o próprio tutor. Existem algumas doenças que podem acometer os seres humanos, então, a vacina acaba cumprindo um papel de dupla proteção.

Benefícios

Manter o calendário vacinal do pet em dia é fundamental para que ele possa desfrutar de uma vida mais saudável e duradoura. A partir da aplicação, o animal fica protegido de doenças infecciosas, que podem ser causadas por bactérias, vírus e outros microrganismos.

A vacinação também é importante para proteger a saúde das pessoas que convivem com os bichinhos, sobretudo quem reside na mesma casa. Isso porque, dessa forma, não há o risco de um dos pets passar alguma doença para o outro.

Além disso, ter a vacinação em dia é um critério básico para que eles possam ir até pet shops, visitar parques e serem hospedados em hoteizinhos e creches especializadas. Isso garante mais liberdade para que o dono possa levá-los até onde é necessário, sem colocar os pets e demais animais em risco.

Vacinas essenciais

O calendário de vacinação dos animais prevê a aplicação de vacinas obrigatórias para os animais de estimação, conhecidas como vacinas polivalentes ou múltiplas e antirrábicas. No caso dos cães, há as vacinas v8 e v10, que os protegem de doenças como leptospirose, adenovirose, hepatite infecciosa, cinomose, parainfluenza canina, coronavirose e parvovirose.

Já no caso dos gatos, as vacinas consideradas essenciais são as que protegem do calicivírus felino (FCV), do herpesvírus felino 1 (FHV1) e do parvovírus felino (FPV). No caso de felinos que tenham origem desconhecida ou foram adotados da rua, a recomendação é realizar, antes da vacinação, o exame de sorologia para detectar as doenças leucemia felina (Felv Felina) e vírus da Aids felina (FIV).

Já outras vacinas irão depender da recomendação do veterinário. Por exemplo, há algumas vacinas opcionais que só são importantes para um determinado grupo de cães. A vacina da Leishmaniose, em alguns lugares, também é opcional, enquanto em outros, ela é essencial devido às condições da região e o índice de animais infectados. O mesmo serve para as vacinas contra tosse dos canis, giárdia e raiva.

Frequência

Uma vez que existe uma diversidade de vacinas que devem ser aplicadas, a frequência e o número de doses dependerá da idade do animal. Assim como no caso das crianças, que recebem uma série de vacinas nos primeiros meses ou até anos de vida, também deve-se ter atenção especial à saúde dos pets nos primeiros quatro meses de vida deles.

Geralmente, os filhotes recebem três doses das vacinas indicadas pelo veterinário dentro de um intervalo de 21 a 30 dias entre elas. Além disso, cães e gatos adultos devem receber um reforço anual para manter a proteção do organismo, sendo que normalmente são aplicadas de três a quatro vacinas.

Para saber mais sobre vacinação animal, veja o vídeo do canal TV Aparecida.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Portal Útil

Estamos sempre em busca de assuntos para escrever artigos e guias para direcionar os nossos leitores à solução de um problema cotidiano.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse