sexta-feira, 20 de maio de 2022 - 20/05/2022 17:05:11
Portal Útil

Publicado por Camila Santos em 09/05/2022 às 23:55.

O uso de ferramentas para empreendedores afim de facilitar a gestão de negócios, a captação de leads e ajuda a organizar as finanças.

Inclusive para pessoas que estão empreendendo e se posicionando no mercado.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), apenas em 2020 houve um aumento de 13% no número de novas empresas no Brasil.

Isso é um marco histórico no país, já que esse é o maior índice em 20 anos.

Diante desse cenário, é essencial que esses novos empreendedores sejam capacitados e equipados com o que é preciso para enfrentar a grande concorrência e as dificuldades que surgem durante a gestão de uma nova empresa nos primeiros anos.

Ferramentas para empreendedores

O que este artigo aborda:

Quais são os principais desafios ao abrir um negócio?

Iniciar uma empresa é algo muito trabalhoso para todos os qualquer segmento do mercado.

Afinal, isso exige aprender a gerir várias áreas, desde a captação de novos clientes, até a contratação de funcionários e a negociação com fornecedores.

Mas, além disso, também é preciso:

  • Criar estratégias de marketing;
  • Planejar o envio das mercadorias ou a rotina dos serviços;
  • Fazer ações para fidelizar os clientes;
  • Garantir uma boa gestão das finanças.

Todas essas tarefas podem sobrecarregar o empresário e causar problemas que podem atrapalhar o sucesso do negócio e o crescimento da empresa.

Assim, usar ferramentas para empreendedorismo e inovação que auxiliam no dia a dia dessas funções pode fazer toda a diferença para a marca.

O que são ferramentas para empreendedores?

Em suma, as ferramentas para empreendedores são feitas para melhorar a produção e a gestão de todo tipo de negócio.

Portanto, é essencial que novas empresas usem esses recursos para melhorar sua competitividade.

A importância das ferramentas para empreendedores

As ferramentas para empreendedores são recursos essenciais para otimizar o tempo e aumentar a produção da empresa.

Além disso, esses recursos ajudam a diminuir a taxa de erro humano em várias áreas do negócio.

Assim, mesmo que não seja direto, o impacto na vida pessoal e na qualidade de vida do dono e dos funcionários é notório.

5 tipos de ferramentas para empreendedores

O advento da internet e os meios digitais trouxe muitas mudanças para o mundo e para o mercado.

Essas mudanças facilitam as ações burocráticas, economia no tempo e nos investimentos, e ainda ajudam na organização das tarefas do dia a dia.

No entanto, em meio a tantos softwares e aplicativos para auxiliar na gestão dos negócios, é essencial que o empresário entenda as funções de cada um desses sistemas.

Além disso, é preciso entender como funcionam e quais modelos melhor se encaixam para cada segmento.

Por isso, o Portal Útil selecionou 5 categorias de ferramentas que vão tornar o dia a dia das pequenas empresas mais simples, eficiente e produtivo.

1. Ferramentas de gestão

As ferramentas de gestão, como o CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente) e o ERP (Sistema de Gestão Integrado), ajudam a organizar e controlar as áreas da empresa e são usadas para conciliar as ações e tarefas da empresa.

Esses programas automatizam as ações que exigem tempo e ajudam na ordenação das informações de clientes, fornecedores e funcionários.

Tais softwares ainda permitem acompanhar, em tempo real, de cada uma das ações de cada setor.

Por exemplo, o CRM consegue organizar as informações de uma equipe comercial em formato de uma pipeline de vendas, mostrando de forma visual todas as ações feitas pela equipe.

Esses sistemas usam a tecnologia cloud computing, o que garante a segurança e privacidade dos dados, ao mesmo tempo em que permite o acesso fácil por meio de qualquer dispositivo digital, como o celular, tablet ou computador.

Caso um CRM seja demais para sua empresa, você pode optar por um sistema de gestão empresarial com tarefas mais básicas.

Desta forma, você economiza, pois, não precisa pagar todo mês, mas, lembre-se, essa é apenas uma das várias ferramentas para empreendedores.

2. Softwares de contabilidade

Uma boa administração financeira é a chave do sucesso para muitas empresas.

Assim, os softwares de contabilidade fazem, de forma automática, os cálculos de entrada e saída de ativos.

Desta forma, reduz a taxa de erro humano e permite uma transparência maior para as ações feitas entre fornecedores, na empresa e por clientes.

Quando usado em conjunto com outros programas, esses apps financeiros ajudam na intersecção do setor de vendas e do marketing com a administração.

Portanto, é possível melhorar a interação entre os setores e as tomadas de decisões.

Isso traz mais economia nos processos de cada área e permite um gerir de forma mais inteligente, usando da melhor forma a verba em caixa. 

Além disso, esses programas emitem relatórios automáticos que permitem que o gestor conheça seus gastos e otimize os gastos.

Dessa forma, por exemplo, o gestor consegue ver de forma fácil e visual as entradas de valores em dinheiro ou maquininha.

3. Ferramentas de processos

Uma boa gestão de processos e atividades diárias da empresa é capaz de economizar o tempo de todos os funcionários.

Portanto, é possível otimizar as tarefas, gerar o aumento da produtividade geral e aumentar a receita da empresa.

Assim, esses tipos de ferramentas são capazes de organizar as ações que precisam ser concluídas no dia, de acordo com a ordem de prioridade e urgência.

Deste modo, fica mais fácil para os gestores e para os funcionários atuarem em suas agendas e entender quanto tempo está sendo gasto em cada função e o que deve ser mudado.

Os aplicativos mais usados para essa gestão são:

  • Trello;
  • Kanban;
  • Mapa mental;
  • Quire;
  • Asana.

O Kanban é muito usado de base para diferentes aplicativos, isso porque permite ter uma visão geral das tarefas a serem feitas e as concluídas, bem como os responsáveis por cada etapa.

4. Ferramentas de marketing

A venda é essencial para a empresa funcionar e se manter.

Para isso, a captação de novos clientes e fidelizar quem já comprou antes, por meio das ações de marketing, é crucial.

Sendo assim, hoje existem várias plataformas que ajudam a divulgar a marca e promovem o alcance do público-alvo, bem como manter o contato com esses clientes.

Isso pode ser feito de forma gratuita e orgânica, ou por meio de pagamento e divulgação financiada (tráfego pago).

Além disso, ferramentas como o Buffer ou o Mailchimp permitem agendar posts que precisam ser postados nas redes sociais da empresa ou o envio de e-mail marketing para manter o relacionamento pós-venda de forma prática e efetiva.

Afinal, é possível nichar o público de acordo com seus interesses, etapa do funil, área de moradia e até se é a primeira compra ou não.

Desta forma, é possível fazer contatos mais afunilados e efetivos, bem como a mensuração posterior de tais contatos e seus resultados.

Os programas mais populares desse segmento são:

  • Facebook Ads;
  • Google Ads;
  • Lahar;
  • Agora Pulse;
  • Active Campaign.

5. Ferramentas para captação e fidelização de clientes

Ao captar novos prospects e leads é preciso garantir a conversão desse público em consumidores.

Para que isso seja possível, é preciso facilitar ao máximo a comunicação com essas pessoas.

Por isso, o uso de chatbots, aplicativos de comunicação como o Whatsapp ou o Telegram e os bate-papos das próprias redes sociais – como o Instagram, Twitter ou Facebook –, são ótimos complementos à comunicação clássica feita por e-mail, SMS ou por telefone.

Essas ferramentas auxiliam a fazer um atendimento mais completo e simples que atenda as dores e resolva as dúvidas dos clientes de forma rápida e eficiente, o que garante a satisfação.

Conclusão

Em suma, todas essas ferramentas para empreendedores mencionadas podem ser customizados para atender melhor a necessidade de cada empresa.

Assim, é essencial que os gestores dominem o uso das ferramentas que melhor se encaixam nos seus processos e apliquem essa utilização.

Desta forma, é possível garantir o sucesso dos negócios e adquirir uma vantagem competitiva frente ao mercado.

Ainda, existem diversas ferramentas gratuitas para empreendedores, por isso, pesquise bastante para diminuir o custo operacional da sua empresa.

Por fim, as ferramentas de empreendedores precisam ser testadas e adaptadas para a realidade da sua empresa.

Afinal, o uso comum de algumas delas pode não ser viável no seu dia a dia.

Camila Santos

Mãe da Clara, carioca e viajante. Fundadora e diretora criativa da Seja CEO e do Sempre Fui Geek. Apaixonada por livros, música, natureza e por criar narrativas inesquecíveis.

1

Pode ser do seu interesse

Como empreender na área da saúde

Como empreender na área da saúde

Dicas para vender doces gourmet

Dicas para vender doces gourmet

Startup de sucesso no Brasil: como criar uma

Startup de sucesso no Brasil: como criar uma

Ganhar dinheiro com blog: 6 formas lucrativas

Ganhar dinheiro com blog: 6 formas lucrativas

Como se tornar blogueira de viagem? Entenda

Como se tornar blogueira de viagem? Entenda

Renda extra na internet: 5 formas fáceis

Renda extra na internet: 5 formas fáceis