sexta-feira, 20 de maio de 2022 - 20/05/2022 13:15:24
Portal Útil

Publicado por Redação Portal Útil em 28/04/2022 às 12:25.

Você sabe quais são as profissões mais perigosas que existem?

Em suma, quando escolhemos uma profissão, é comum pensarmos em fatores referentes a salário, estabilidade, bônus, flexibilidade de horário, etc.

Contudo, um tema que poucas pessoas se atentam é o nível de risco de cada profissão.

Por isso, é essencial considerarmos isso, pois, quanto mais perigosa a profissão, maiores são os riscos relativos a acidentes de trabalho.

Em outras palavras, isso significa que precisamos levar os procedimentos de segurança, bem como o uso de EPI, ainda mais a sério.

Profissões mais perigosas do Brasil e do mundo

No Brasil, o nível de risco de uma profissão é medido pela periculosidade e pela insalubridade.

A insalubridade diz respeito ao risco representado à saúde do funcionário. Já a periculosidade corresponde a colocar a vida diretamente em risco.

Portanto, profissionais que exercem profissões consideradas de risco recebem o adicional de periculosidade ou o adicional de insalubridade no salário.

Então, veja quais são as profissões mais perigosas do Brasil e do Mundo neste guia do Portal Útil sobre o assunto.

O que este artigo aborda:

Quais as profissões mais perigosas do Brasil?

Abaixo, veja as 4 profissões mais perigosas do brasil.

1. Minerador

De tempos em tempos, vemos no noticiário alguma notícia falando sobre acidentes em mineradoras, que culminam com funcionários soterrados e mortos.

Um dos casos mais emblemáticos ocorreu no Chile, em 2010, quando 33 mineiros ficaram durante 2 meses presos embaixo da terra.

Além de ser uma profissão que exige muito esforço físico e exposição a agentes químicos para retirar os minerais das rochas, também é muito perigosa.

Mas, os mineradores, atualmente, usam máquinas de ponta para fazer a extração.

Contudo, é preciso que saibam manuseá-las e, principalmente, usá-las com segurança.

Mesmo assim, o risco de soterramento e o risco de queda de uma rocha tornam essa profissão uma das mais perigosas do Brasil, especialmente porque temos muitas mineradoras espalhadas pelo país.

É muito comum que, a longo prazo, os mineiros desenvolvam problemas na coluna, problemas pulmonares e respiratórios.

O motivo disso é a exposição a produtos químicos, ao pó da rocha, ao calor e/ou frio extremo.

2. Serviços de segurança

Trabalhar como policial, segurança ou vigilante é algo que coloca o trabalhador na linha de frente do perigo.

Afinal, a função desses profissionais é garantir que todos fiquem protegidos, garantindo a ordem.

Em caso de confronto, eles podem ficar de frente com criminosos com armamento muito superior.

Especialmente no Brasil, onde as forças policiais não recebem treinamento adequado e o salário é ínfimo, combinado com longas jornadas de trabalho.

Um policial civil ou militar lida com o perigo e a violência todos os dias.

Além disso, seja nas ruas ou no esquadrão, existe uma forte pressão exercida sobre esses profissionais.

Logo, a soma de todos esses fatores deixa a profissão ainda mais estressante e perigosa.

Em 2020, por exemplo, 198 policiais foram assassinados no Brasil. Esse número representa um crescimento de 10% em relação a 2019.

3. Construção Civil

O setor da Construção Civil é um dos que mais apresenta acidentes de trabalho no Brasil.

Esse segmento ocupa a segunda posição quando o assunto é morte, perdendo apenas para a morte de trabalhadores no transporte terrestre.

E embora existam normas regulamentadoras, a exemplo da Nr18 e a Nr6, observa-se que há muita negligência em levar as medidas de segurança a risco.

Isso ocorre devido a imprudência estar em ambos os lados.

Tanto pela empresa ao não fornecer os EPIs adequados, nem fazer a fiscalização e monitoramento das atividades, quanto pelos trabalhadores.

Quando o profissional é negligente, não usa os equipamentos de proteção, não participa com seriedade dos treinamentos e dos procedimentos de segurança, fatalidades podem ocorrer.

O risco é inerente a esse segmento.

Afinal, eles precisam trabalhar em grandes alturas, levantar cargas pesadas, locomover estruturas, manusear equipamentos grandes e perigosos.

Por isso, um curso de eletricista profissionalizante é essencial para quem busca trabalhar com segurança em um mercado que tem um crescimento muito grande e possuí ótimas oportunidade para quem se especializa.

4. Metalúrgico

Muitos não sabem, mas a profissão do metalúrgico é considerada de risco elevado.

Justamente por isso, o metalúrgico tem direito a aposentadoria especial.

Pois, são muitos os riscos envolvidos em seu cotidiano.

A começar pelo manuseio de ferramentas muito perigosas e que, em caso de acidente, podem ferir gravemente o indivíduo.

O risco de perder um membro do corpo, por exemplo, é considerado alto.

Além disso, há a exposição ao calor elevado, bem como a produtos e substâncias químicas.

Como estão manuseando metais, existe o risco de que alguma gotícula de material acabe respingando sobre a face do trabalhador.

Quais as profissões mais perigosas no mundo?

Abaixo, veja as 5 profissões mais perigosas do mundo.

1. Trabalhadores da indústria química

Sem dúvidas, essa é uma das profissões de risco à saúde muito alta.

Pois, trabalhar em indústria química expõe o profissional a uma série de riscos, em sua maioria associados aos próprios materiais que são usados.

Esses materiais podem ser corrosivos, contaminantes ou explosivos.

Além disso, se exposto diretamente, os materiais podem provocar a morte do agente ou levar à perda de membros.

Ainda, quando há vazamento ou derramamento de produtos químicos, levando à exposição indireta do agente, pode causar sérios problemas de saúde.

No caso de produtos com essas características, existe ainda o risco de que haja contaminação de áreas.

Por isso, até mesmo o descarte desses materiais precisa ser feito com extrema cautela, seguindo todos os protocolos de segurança.

Temos um grande exemplo para demonstrar a relevância de manusear e descartar materiais contendo produtos químicos da forma correta.

O acidente com o Césio-137, ocorrido em Goiânia em 1987. Esse acidente atingiu centenas de pessoas, tanto direta quanto indiretamente.

2. Piloto aéreo

Viagens de avião são consideradas as mais seguras do mundo.

Isso porque, além do treinamento e da capacitação do piloto e copiloto, as empresas de transporte aéreo levam o protocolo de segurança muito a sério.

Fazem isso porque sabem o quanto essa profissão é perigosa e, em caso de negligência, pode colocar a vida de centenas de pessoas em perigo.

Existem muitos fatores, internos e externos, que podem colocar a vida e a integridade física desse profissional em perigo.

Desde problemas técnicos, riscos de quedas, explosões, até problemas causados por chuvas e ventos fortes.

3. Peão de montaria

Para quem curte assistir esses eventos, como os torneios de montaria em touro, não fazem ideia do risco existente.

O animal pesa várias toneladas e, quando se sente intimidado e com medo, torna-se muito agressivo.

O risco do trabalho é ainda maior devido a imprevisibilidade, haja vista que estamos falando sobre domar um animal irracional.

Assim, se exposto ao perigo, não há como o peão dialogar e tentar reverter a situação.

Estamos falando aqui do risco de ser pisoteado, ter uma grave queda e, inclusive, acabar sendo ferido pelos chifres do animal.

4. Bombeiro

Esse profissional precisa, literalmente, ir na direção do fogo.

Para salvar outras pessoas em casos de incêndio, os bombeiros se expõem a riscos de sofrer queimaduras, bem como de asfixia.

As queimaduras podem ser de 1°, 2° e 3° grau.

Em queimaduras de terceiro grau, a lesão pode atingir o osso do trabalhador, destruindo completamente todas as camadas da pele.

A atuação do bombeiro não está restrita a apagar incêndios, diferente do que muitos pensam.

Eles são requisitados para inspecionar a segurança e em emergências que envolvam produtos perigosos.

Ainda, em resgates técnicos, como aqueles que envolvem alturas elevadas e/ou espaços confinados, esse profissional é chamado.

Veja também curso NR 35 de trabalho em altura, essencial para o trabalho dos bombeiros.

5. Astronauta

Embora seja uma profissão incomum e que tenhamos poucos profissionais trabalhando como astronautas, guarda muitos perigos.

A primeira coisa que nos vem à mente é o risco de choque contra asteroides ou qualquer tipo de detrito espacial circulando por aí.

Mas vai bem além disso. Existe o risco associado a problemas de ordem técnica.

Afinal, apesar de a nossa tecnologia ter sido aperfeiçoada ao longo das últimas décadas, ainda falta bastante para garantir que viagens espaciais sejam feitas.

Por exemplo, o riscos de explosões, comprometimento do suporte de vida (que faz a transformação da água em oxigênio que seja respirável).

Há também um terceiro risco que poucas pessoas desconhecem. Os astronautas têm maiores riscos de desenvolver câncer.

O sol emite uma grande quantidade de radiação. Porém, a Terra possui muitas camadas que filtram e nos protegem de entrar em contato com todas essas partículas radioativas.

Nesse sentido, assim que os astronautas deixam a Terra, acabam abrindo mão dessa proteção.

Além do risco de desenvolver câncer, há perigos associados a doenças degenerativas, doenças na circulação e desordens neurológicas.

Conclusão

Em suma, estas são as profissões mais perigosas do Brasil e do mundo.

Em todas essas profissões, é indispensável que os trabalhadores estejam atentos para seguir os protocolos de segurança e proteção com máxima cautela.

Afinal, os equipamentos de proteção individual, equipamentos de proteção coletiva, treinamentos, fiscalização e orientação, são cruciais.

Redação Portal Útil

Estamos sempre em busca de assuntos para escrever artigos e guias para direcionar os nossos leitores à solução de um problema cotidiano.

1

Pode ser do seu interesse

Profissões que não precisam de faculdade: 16 opções

Profissões que não precisam de faculdade: 16 opções

Emprego para brasileiros em Portugal: como conseguir

Emprego para brasileiros em Portugal: como conseguir

O que um assessor de imprensa faz?

O que um assessor de imprensa faz?

Como encontrar vagas temporárias de fim de ano

Como encontrar vagas temporárias de fim de ano

Trabalhar fora do país vale a pena?

Trabalhar fora do país vale a pena?

Área de engenharia: como conseguir um emprego e ganhar bem

Área de engenharia: como conseguir um emprego e ganhar bem