segunda-feira, 4 de julho de 2022 - 04/07/2022 21:10:17
Portal Útil

Matérias-primas orgânicas costumam deixar os ácaros longe, mas é preciso ter cuidados além da roupa de cama

Quando se tem alergia respiratória, até mudanças bobas de rotina podem provocar irritações mais sérias. Há pessoas que têm sintomas de resfriado com a mudança climática, enquanto outras começam a espirrar quando chegam perto de cães e gatos.

Para os alérgicos, a troca constante da roupa de cama evita o acúmulo de ácaros, poeiras e outros micro-organismos que possam despertar o problema. No entanto, conhecer os tecidos antialérgicos é fundamental para manter os sintomas ainda mais distantes.

O que este artigo aborda:

Quais são os tecidos antialérgicos?

Geralmente, os tecidos ideais para quem sofre de alergia respiratória são os orgânicos, feitos com fibras retiradas da natureza. Eles costumam ter um valor mais elevado, mas a qualidade, maciez e beleza são inigualáveis. Veja abaixo!

Algodão

Para quem é alérgico, o tecido 100% algodão costuma ser o mais indicado. Orgânico, é mais fácil de lavar, não irrita a pele, deixa o corpo “respirar”, acumula menos ácaros e oferece um excelente custo-benefício.

Quais são os tecidos antialérgicos

Para roupas de cama, quanto maior a quantidade de fios, mais maciez e qualidade a peça oferece.

Uma boa opção é o cotton, uma mistura do algodão com uma pequena quantidade de elastano. Além de durável, a peça é elástica.

Seda

Apesar de também ser um tecido natural, a seda esquenta um pouco mais. Portanto, é mais adequada para dias frios.

Por ser um tecido de alta qualidade e que exige mais trabalho em sua produção, é também mais caro que o algodão. Quando há cuidado por parte de quem o usa, porém, dura muitos anos.

Linho

Mais um tecido natural, o linho é recomendado nas épocas de mais calor, pois permite que a pele respire com mais facilidade. É um tecido de alta qualidade, muito confortável e fácil de lavar. No entanto, costuma ter um preço mais alto que o algodão.

Misto

O mercado também oferece roupas de cama mistas, ou seja, com a mistura de um tecido orgânico (algodão, por exemplo) e outro sintético (microfibra). Embora não seja tão macio quanto os anteriores, ele ajuda a manter os ácaros longe e costuma ser mais em conta.

Antialérgico e hipoalergênico

Por fim, há o tecido pensado especificamente em quem sofre com alergias respiratórias. O hipoalergênico é aquele que, em seu processo de fabricação, recebe tratamentos específicos para evitar a proliferação de ácaros, fungos e outros tipos de micro-organismos, como vírus e bactérias.

Já o tecido antialérgico costuma ser quase todo composto de matéria-prima orgânica, ou seja, os já citados no texto entram nessa categoria.

E a lã?

Apesar de orgânica, a lã é uma “vilã” para quem sofre de alergias. Infelizmente, ela acumula poeira e ácaros com muita facilidade. Além disso, muitas pessoas com alergia respiratória também têm dermatite atópica, um tipo de patologia que deixa a pele sensibilizada. Para elas, o contato direto com o tecido pode causar coceira e vermelhidão.

Como manter o quarto protegido

Um indivíduo saudável fica, em média, 8h por dia dormindo. Portanto, o quarto costuma ser o cômodo em que se passa mais tempo numa residência. Quem sofre de alergias também tem direito de descansar com qualidade e conforto.

Veja o que fazer para manter o quarto longe dos despertadores de alergia.

Mantenha os animais fora

Dormir com o pet é uma delícia, mas pode ser o fator desencadeador de uma alergia. O ideal, portanto, é que o animal tenha o próprio cantinho para dormir — que pode ser uma casinha ou um pufe próprio para ele.

Ter um local específico para o pet dá autonomia, pois ele não fica dependente do tutor para dormir, assim como ele possa ir até o “banheiro”, caso sinta vontade durante a noite.

Livros longe da cama

Para quem é alérgico, é fundamental manter poucos objetos no quarto. Leitores, porém, gostam de manter os livros por perto da cama para manter o hábito antes de dormir. Se houver uma estante no cômodo, mantenha o móvel longe da cama, mas o ideal é que ela fique em outra área da casa.

Cuidado com almofadas

Ter uma cama cheia de almofadas e travesseiros deixa o quarto estilo de revista, contudo isso pode se tornar um catalisador de alergias.

Colchão, almofadas e travesseiro acumulam muitos ácaros, mesmo quando ainda são novos. O ideal, logo, é que todos eles tenham capas antiácaros, que podem ser encontradas em lojas especializadas em produtos antialérgicos.

O conteúdo "Quais são os tecidos antialérgicos?" foi feito por Redação Portal Útil e distribuído por Portal Útil na categoria Moda em .

Redação Portal Útil

Estamos sempre em busca de assuntos para escrever artigos e guias para direcionar os nossos leitores à solução de um problema cotidiano.

1

Pode ser do seu interesse

O que é colorimetria pessoal: como ter uma imagem mais harmônica

O que é colorimetria pessoal: como ter uma imagem mais harmônica

Marcas de tênis famosas: as maiores do mundo

Marcas de tênis famosas: as maiores do mundo

Moda macacão feminino

Moda macacão feminino

Comprar roupa online: dicas essenciais

Comprar roupa online: dicas essenciais

Como vestir o bebê para dormir no frio? 6 dicas

Como vestir o bebê para dormir no frio? 6 dicas

Como acalmar um bebê? Veja 5 formas

Como acalmar um bebê? Veja 5 formas