Portal Útil

Todos os equipamentos eletrônicos conectados a uma tomada correm o risco de serem perturbados por surtos elétricos. Nesse caso, eles podem funcionar com menos frequência ou até parar.

As oscilações de energia na residência são comuns, ocorrendo principalmente entre outubro e janeiro, quando as chuvas são mais intensas, acompanhadas de raios. Portanto, há uma chance maior de quedas de energia devido a problemas na rede ou sobrecargas causadas por raios. Embora, pelo contrário, essas duas situações possam causar danos significativos ao dispositivo.

Por exemplo, quando a energia acaba durante a noite, os aparelhos podem desligar repentinamente e perder suas configurações.

Imagine se você estivesse carregando um arquivo pesado para um serviço de nuvem e todo o trabalho fosse perdido em caso de falta de energia.

No entanto, quando ocorrem oscilações de potência e a frequência permanece baixa, o dispositivo continua operando sem a força necessária para desempenhar sua função de forma otimizada, o que pode levar a danos permanentes.

Agora, quando ocorre uma oscilação de energia, por exemplo, quando um raio atinge um pára-raios em um prédio, o dano pode ser muito pior.

Dentro de casa, os principais aparelhos afetados por essa condição geralmente são computadores, TVs e eletrodomésticos.

Isso ocorre porque eles exigem energia constante para funcionar e, quando sobrecarregados, essas peças ficam vulneráveis ​​e podem “queimar” e tornar inútil o eletrônico.

O que este artigo aborda:

Como resolver oscilação de energia elétrica
Como resolver oscilação de energia elétrica
Pin It

O que causa oscilação de energia elétrica?

Pico de Tensão

O primeiro problema é chamado de pico de tensão, onde a tensão de alimentação sobe rapidamente acima de 110% do seu valor nominal.

Geralmente é causado por raios e pode afetar o computador, danificando o hardware da máquina.

Falhas de Energia

Como o nome sugere, uma falha de energia é uma queda completa de energia. No entanto, ela “cairá e voltará” muito rapidamente.

Isso pode acontecer por vários motivos, como um raio, um acidente de carro atingindo um poste, uma árvore caindo em uma linha de rede, etc. Pode queimar geladeiras e outros aparelhos.

Subtensão

No caso de subtensão, abaixa-se a linha por um longo tempo. Isso pode variar de alguns minutos a alguns dias.

Geralmente, a subtensão ocorre quando a tensão é intencionalmente reduzida. Por exemplo, quando o governo lança propostas de economia de energia no verão.

Isso não é exatamente um “problema”, mas pode afetar o desempenho de alguns dispositivos.

Sobretensão

Por outro lado, temos sobretensões. Onde a tensão da linha aumenta ao longo do tempo. Isso também pode variar de alguns minutos a alguns dias.

Aqui a carga diminui rapidamente. Por exemplo, quando um equipamento grande desliga repentinamente. Portanto, alguns dispositivos podem apresentar alguns danos ao hardware.

Variação de frequência

Também temos variações de frequência, que nada mais são do que mudanças na estabilidade de frequência.

Essa alteração é resultado do carregamento e descarregamento do gerador, o que pode levar à falha do sistema e danos irreversíveis aos equipamentos.

Como resolver oscilação de energia elétrica?

Obviamente, o primeiro passo é desligar o dispositivo. Afinal, ninguém quer correr o risco de não ter computador, geladeira, etc.

No entanto, colocar o dispositivo em um filtro de linha ou UPS também é uma boa solução se você precisa manter dispositivos eletrônicos conectados.

O UPS possui uma bateria que evita que o equipamento desligue repentinamente em caso de falta de energia. Durante essa interrupção, o dispositivo continuará funcionando por alguns minutos até que você o desligue.

Além disso, o mercado também oferece protetores contra surtos, que são dispositivos que se conectam às tomadas para proteger os equipamentos de raios, sobrecargas e surtos de tensão. Atuam como uma espécie de condutor terra, protegendo os pinos.

Vale ressaltar que após oscilações de energia, o correto é esperar alguns minutos até que a energia se estabilize. Em seguida, conecte nas tomadas, uma de cada vez. Idealmente, crie um intervalo de 15 minutos para reconectar um dispositivo ao outro.

Existem também estabilizadores de tensão, projetados para corrigir tensões e fornecer energia estável aos dispositivos conectados a eles.

Opera sob sobretensão e subtensão, sempre fornecendo energia confiável. Protege o equipamento de transientes elétricos e surtos.

Os estabilizadores podem ter filtros de linha internos para proteger o equipamento quando ocorrem picos de tensão.

Usados ​​principalmente em residências, eles podem ajudar a proteger vários dispositivos devido à sua capacidade de se conectar a várias tomadas.

Uma boa pedida para não sofrer com as quedas e oscilações de energia, é a contratação de uma gestão de energia elétrica.

Se você mora no Rio de Janeiro, é de seu interesse conhecer a Monex Energia, uma gestora independente de energia elétrica, que trabalha exclusivamente para os consumidores, como consultores.

Estruturam a solução ideal para cada perfil de consumo, partindo da estratégia de contratação de energia, até a migração e gestão mensal de contratos e obrigações junto aos agentes envolvidos.

Sendo esses os principais motivos para oscilação, foi listado também algumas dicas para que você não sofra tanto quando esse infortúnio aconteça. Não deixe de se precaver para quaisquer imprevistos.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Isabella Moretti

Publicitária e empresária, Isabella Moretti compartilha inspirações e referências sobre decoração, arquitetura, plantas, projetos de DIY e ideias para festas.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse