segunda-feira, 15 de agosto de 2022 - 15/08/2022 18:20:00
Portal Útil

Alguma vez você precisou se consultar e se perguntou como saber se um medico é bom?

Afinal, há alguns anos as opções de profissionais da saúde para atender às demandas das pessoas eram escassas.

Porém, com o passar dos anos, houve mais facilidade de acesso ao ensino e as condições socioeconômicas também melhoraram.

Isso fez com que mais pessoas conseguissem cursar medicina.

Inclusive, pessoas que antes não teriam oportunidade, hoje se formam e se tornam excelentes profissionais.

Como saber se um medico é bom

Mas, diante de tantas opções, como saber se o medico é bom pelo CRM?

A seguir, veja todas as informações que o Portal Útil reuniu sobre este assunto.

O que este artigo aborda:

Como saber se um medico é bom e se terá um atendimento de qualidade?

A resposta para essa pergunta inclui uma série de pontos. 

Primeiramente, é preciso definir o que é ser “bom”.

Com o aumento do número de médicos, há, por consequência, um aumento no número de médicos especializados. 

Nesse sentido, dependendo do motivo pelo qual você precisa de um médico, é preciso que você procure pelo médico que tenha especialização na área em que está concentrada na sua queixa.

Assim, se você está com problemas relacionados ao coração, um cardiologista te atenderá de forma muito mais eficaz que um clínico geral. 

Porém, encontrar um bom médico especialista ainda é muito difícil, então, sugerimos que você recorra a um plano de saúde empresarial.

Desta forma, o plano serve para que você tenha o melhor atendimento médico de forma tranquila e sem burocracia, com um médico que vá de encontro com o que você precisa.

Como conseguir escolher um bom médico? 

Caso seja possível procurar com calma, busque pelos antecedentes do profissional.

Assim, por meio da pesquisa das credenciais é possível começar a inferir se ele está apto para te atender. 

Em cidades menores é possível que outras pessoas já tenham se consultado com os médicos disponíveis, então, uma opção é buscar por meio dessas pessoas. 

Ainda, hoje é muito comum que os profissionais usem as redes sociais para divulgarem seus trabalhos, logo, com uma rápida busca pelo Instagram, Facebook ou Google, é possível ter acesso à parte do serviço prestado por esses médicos.

Mas, se por algum motivo você não teve tempo de realizar a pesquisa, não hesite em trocar de médico caso o atendimento não tenha sido bom.

Outro ponto a ser levado em consideração é a idade do médico.

Desta forma, caso você esteja procurando por um médico mais experiente, pode ser que você escolha um profissional mais velho. 

Todavia, profissionais mais jovens talvez conheçam equipamentos mais modernos ou tenham informações mais atualizadas sobre a área. 

Além disso, se o seu problema for agudo, pode ser que não haja problema em optar por um bom médico que esteja prestes a se aposentar.

Em contrapartida, se a sua doença se instalou de forma crônica, um bom médico mais novo pode ser melhor, visto que ele poderá acompanhar o desenvolvimento da doença e da sua recuperação, te deixando mais seguro e estável, uma vez que você estará sendo acompanhado por um único profissional.

Como saber se o medico é bom pelo CRM?

Por meio de uma busca no site do Conselho Federal de Medicina é possível consultar a quantidade de tempo que aquele médico exerce a profissão em seu estado. 

Assim sendo, caso ele seja mais velho e esteja atuando em seu estado há apenas 10 anos, significa que houve uma interrupção.

Isso pode ser, de certa forma, insignificante, pois o profissional pode ter viajado para outro lugar a fim de se especializar ou pode ter abandonado a prática por um tempo.

Mas também pode ter perdido sua licença em outro estado antes de se mudar para o estado atual, o que gera certa desconfiança.

Para buscar entender o motivo da mudança, faça uma pesquisa colocando todas as informações que você dispõe sobre o médico.

Ainda, para além dos termos técnicos, dos livros e dos conhecimentos adquiridos na universidade, a maneira de se relacionar pode ser importante. 

Portanto, um médico que não é educado e empático com seu paciente, pode não ser o melhor profissional para o seu caso.

Assim, escolher um médico sem avaliar as questões de personalidade, pode não ser a melhor escolha. 

Afinal, do que adianta dominar os termos técnicos e conhecer as doenças e não passar as informações de forma clara para o paciente? 

Talvez o tratamento que o médico irá passar para o paciente não seja o mais adequado para a realidade na qual ele vive, pois, pode ser que ele não consiga comprar os remédios.

Conclusão

Em suma, existem algumas formas de como saber se um médico é bom.

Essa busca pode ser feita nas redes sociais e no site do Conselho Federal de Medicina.

Por fim, esperamos que com essas dicas, você consiga escolher um bom médico para te atender.

Marcela Ferreira

Enfermeira pós graduada com especialização em traumas, urgência e emergência. 12 anos de experiência na área de saúde mental na rede SUS do município de Belo Horizonte. Atuo com criança, adolescentes, adultos e usuários de múltiplas drogas.

1

Pode ser do seu interesse

Chá verde: o que é, seus benefícios e contra indicações

Chá verde: o que é, seus benefícios e contra indicações

A importância do raio X para diagnósticos: saiba tudo

A importância do raio X para diagnósticos: saiba tudo

Como cuidar de um bebê prematuro em casa?

Como cuidar de um bebê prematuro em casa?

O que é Raio T e como substituirá o Raio X

O que é Raio T e como substituirá o Raio X

Como detectar a leucemia?

Como detectar a leucemia?

Como funciona o teste rápido de COVID-19?

Como funciona o teste rápido de COVID-19?