Portal Útil

Conquistar a liberdade financeira é o sonho de muitas pessoas, e uma das maneiras mais fáceis de se atingir esse patamar é por meio dos dividendos.

Mas o que é isso? Dividendos são parte do lucro que as grandes organizações com ação aberta na Bolsa de valores pagam para seus acionistas.

O lucro distribuído é proporcional ao capital que o investidor tem na empresa. Entretanto, é preciso ter um grande cuidado quando se adota esse tipo de estratégia. Até porque é crucial ter um bom planejamento e dedicação.

O que este artigo aborda:

Como viver de dividendos
Como viver de dividendos
Pin It

O que são dividendos?

Dividendos, conforme antecipamos, é uma parte do lucro líquido de uma empresa que é distribuído entre os acionistas. Portanto, quando você compra uma ação de uma companhia, você se torna sócio dela.

Dessa forma, você tem direito de receber uma parte dos lucros dessa companhia. Segundo a Lei das S/As, todas as organizações listadas na B3 que tiveram lucro líquido precisam distribuir um percentual entre os seus acionistas.

Entretanto, não há um valor mínimo definido pela legislação, por isso, algumas empresas pagam mais, ao passo que outras pagam menos, o que exige um grande critério na hora da escolha.

Como viver de dividendos?

Para viver de dividendos é crucial ter uma estratégia muito bem definida e seguir alguns passos para compor uma boa carteira. Abaixo separamos algumas dicas.

Determine o seu custo de vida

Primeiramente você tem que definir o seu custo de vida para saber quanto precisa ter de investimentos para não precisar trabalhar.

Entretanto, é válido dizer que não é da noite para o dia que você formará um patrimônio que gere uma renda passiva para manter o seu padrão de vida.

Se você tiver poucos gastos e um custo mais baixo para viver, ficará mais fácil alcançar a liberdade financeira. Então, esse é o primeiro passo.

Reaplique o dividendo no começo

Até você alcançar a renda desejada, é essencial reaplicar o valor do dividendo. Pois, essa é uma maneira de fazer o seu capital crescer na força do juro composto.

Por exemplo, imagine que você aplicou R$ 10 mil em ações e recebeu no final do ano R$ 1 mil em dividendos. Ao aplicá-lo, no segundo ano o rendimento será sobre R$ 11 mil e não mais R$ 10 mil, então você ganhará R$ 1.100 e assim por diante.

Além do mais, você também estará guardando uma parte dos seus ganhos para alcançar essa liberdade. Por isso, é essencial determinar em quanto tempo você quer ter o capital que gere uma renda passiva que cubra o seu custo de vida.

Escolha empresas que pagam bons dividendos

Outro ponto importante para quem quer viver de dividendos é escolher empresas que pagam um bom percentual. Pois, como dissemos, não há um limite mínimo exigido na distribuição de dividendos.

Para saber se o pagamento de uma organização é bom ou não, é preciso analisar alguns indicadores, como por exemplo:

  • Dividend yield;
  • Payout;
  • Endividamento.

O Dividend Yield é um indicador que divide o valor pago de dividendo pelo preço da ação. O resultado da conta mostra o percentual de retorno que cada ação proporcionou.

Em suma, quanto maior é o resultado, melhor é a distribuição da empresa. Ele é um bom indicador, mas quando visto isoladamente pode gerar distorção, uma vez que se o preço da ação estiver baixo, pode causar a falsa impressão de ser um bom dividendo.

O Payout é um indicador que divide o dividendo pago pelo lucro da companhia. Se ela teve um lucro de 100 milhões, e distribuiu 25 milhões, isso quer dizer que os dividendos correspondem a 25% do lucro.

Por fim, outro indicador importante é o endividamento que corresponde ao quanto de dívida uma empresa tem em relação ao seu patrimônio líquido. Quanto menor for o indicador, mais sólido é o negócio.

Saiba qual é a recorrência do pagamento

Algumas plataformas ou sites indicam quando ocorrerá o pagamento do dividendo, entretanto, o comunicado oficial é feito pela própria empresa pagadora sobre quando e quanto será distribuído.

Portanto, é só acompanhar o site de Relações com o Investidor (RI) da própria organização. Através deste portal a companhia divulga os seus resultados, balanços e outros comunicados importantes que os acionistas precisam ter acesso.

Para quem deseja viver de dividendos, o interessante é montar uma carteira com empresas que paguem dividendos em períodos diferentes do ano para assim se chegar o mais próximo possível de uma renda passiva mensal.

Diversifique o seu capital

Outro ponto que você precisa analisar é a diversificação da sua carteira. Evite concentrar todo o seu capital em poucas empresas, por mais que elas sejam boas pagadoras de dividendos.

A diversificação é um modo de minimizar o risco, portanto, sempre que fizer novos aportes coloque um pouco em cada empresa diferente para não ter problemas.

Lembre-se que para viver de dividendos você deve ter disciplina para poupar recursos, e por isso um planejamento de aportes regulares na carteira é essencial.

Entenda que renda variável sempre varia

Um outro ponto muito importante que você precisa entender é que renda variável sempre varia. Afinal, estamos falando em distribuição do lucro.

Portanto, se uma organização não lucrou em um determinado período, você não receberá dividendos. Ou se o lucro foi maior do que o esperado, você receberá mais dividendos do que imaginava.

Por isso, é possível projetar o quanto você ganhará com dividendos, mas isso não quer dizer que essa projeção será concretizada exatamente da forma como você planejou.

Quais são os tipos de dividendos existentes?

Ainda que o mais comum seja receber um valor em dinheiro sobre um investimento, há quatro tipos de dividendos existentes:

  • dinheiro – valor que o acionista recebe por cada ação;
  • ações – o acionista ganha ações adicionais ao invés de dinheiro;
  • dividendo especial – são menos comuns e acontecem quando há uma mudança na regulamentação, aumento de caixa etc.
  • juros sobre Capital Próprio – provento semelhante aos dividendos que tem a tributação de 15% de IR retido na fonte.

Agora que você já sabe que é possível viver de dividendos é só começar o seu planejamento hoje mesmo para conquistar sua liberdade financeira.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse