Portal Útil

Aprender como cadastrar no Cadastro Único é muito importante, pois, muitas pessoas tem dificuldade para se registrar.

Imagine que você tem em mãos a chave para acessar vários benefícios sociais e melhorar a qualidade de vida da sua família.

Esta chave chama-se Cadastro Único. Porém, para que ela funcione, é preciso entender como cadastrar no Cadastro Único devido à burocracia.

Além disso, é preciso regularizar título de eleitor cancelado caso o seu esteja irregular.

O que este artigo aborda:

Como cadastrar no Cadastro Único
Como cadastrar no Cadastro Único
Pin It

O que é Cadastro Único?

Em suma, o Cadastro Único é um meio eficiente que identifica e monitora as famílias brasileiras de baixa renda.

Assim, o Governo do Brasil consegue entender melhor a realidade socioeconômica da população.

Como cadastrar no Cadastro Único?

Para se cadastrar no Cadastro Único, é preciso que a família tenha renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa.

Além disso, para fazer o cadastro é preciso reunir alguns documentos para o Cadastro Único, são eles:

  • CPF ou Título de Eleitor do representante da família;
  • Todos os documentos de identificação que tenham foto (de todos os membros da família);
  • Comprovante de residência.

O cadastro é feito nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do seu município. Verifique o endereço do CRAS mais próximo e compareça com os documentos necessários.

O governo também disponibiliza a opção de cadastro online. Assim, através do site do Ministério da Cidadania, você pode preencher o formulário com suas informações pessoais e dos demais membros da família.

Perguntas frequentes

A seguir, veja as perguntas frequentes sobre se cadastrar no Cadastro Único.

Quanto tempo demora para o Cadastro Único entrar no sistema?

Normalmente, leva de 30 a 45 dias após a realização do cadastro. Entretanto, este prazo pode ser estendido devido a fatores como o volume de cadastros a serem processados na sua região.

Se após esse período o cadastro não aparecer no sistema, o ideal é entrar em contato com a equipe do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo para verificar a situação.

Quem é considerado responsável pela família para o Cadastro Único?

É considerado responsável pela família a pessoa que se declara como tal, sendo preferencialmente a mulher com idade igual ou superior a 16 anos.

Qual é a validade do Cadastro Único?

O cadastro é válido por dois anos, após esse período, é necessário atualizá-lo.

Quem não possui comprovante de residência pode se cadastrar?

Sim, mesmo sem o comprovante, a família pode se cadastrar. Nesse caso, a informação será declarada pelo responsável familiar.

Preciso comprovar renda para me cadastrar?

Não é necessário apresentar comprovante de renda. As informações prestadas são declaratórias.

Como sei se estou inscrito no Cadastro Único?

É possível confirmar sua inscrição no Cadastro Único através do site do Ministério da Cidadania, ou pelo aplicativo Meu CadÚnico.

Existe alguma taxa para se cadastrar no Cadastro Único?

Não, o cadastro é gratuito e deve ser realizado no CRAS mais próximo da sua residência.

Já tenho o cadastro, mas mudei de endereço. O que devo fazer?

Em casos de mudança de endereço ou alteração de qualquer outra informação relevante, é necessário atualizar o cadastro no CRAS.

Se eu não renovar meu cadastro após dois anos, o que acontece?

Se o cadastro não for renovado após dois anos, você pode perder o acesso a alguns benefícios sociais.

Quem não tem acesso à internet pode se cadastrar?

Sim, o cadastro pode ser feito pessoalmente em um CRAS.

Pessoas que moram sozinhas podem se cadastrar no Cadastro Único?

Sim, pessoas que moram sozinhas também podem se cadastrar. Neste caso, a renda considerada será a da pessoa que mora sozinha.

Conclusão

Ao aprender como cadastrar no Cadastro Único, você altera sua trajetória de forma significativa. Afinal, te concede o acesso a diversos benefícios que podem mudar significativamente na sua vida e da sua família.

Além disso, saiba que a renovação do cadastro deve ocorrer a cada dois anos, ou sempre que houver uma mudança relevante na sua situação familiar ou financeira.

Por isso é importante se manter atualizado e em contato com o CRAS do seu município.

Artigos relacionados:

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

whatsapp sharing button
facebook sharing button
pinterest sharing button
twitter sharing button
sharethis sharing button

Pode ser do seu interesse